30/01/2016

Old But Gold: 3000 miles away



Eu deveria ligar pra essa distancia? Deveria me importar com o fato de que você mudou e só avisou a si mesmo? Não queria que você fosse só mais uma decepção. Não mesmo, eu juro. Queria fazer isso ser pra sempre, isso ser a melhor parte de se estar bem. Mas eu não posso segurar o mundo sozinha sem sair com alguns machucados. Antes você segurava o mundo comigo, me ajudava e parecia tão perto. Agora existe um abismo entre nós dois e eu queria muito que isso não existisse. Queria poder construir uma ponte e acabar com os problemas que nos criamos, trazer o verdadeiro você de volta. Fazer com que aquele tempo em que seu sorriso me fazia bem voltasse e impedir que o tempo ou até mesmo alguém mudasse isso. Desculpa, eu não posso.

Não existe conto de fadas e nossa história nunca vai ser um. Eu também nunca quis que fosse; Não queria um principe para me salvar de uma bruxa má ou de uma maldição. Sabia me livrar dos meus problemas e entendia que histórias perfeitas são para os livros, não pra mim a garota do mundo real. Nós tinhamos os nossos problemas, os nossos obstáculos mas a sua mão não soltava da minha apesar de tudo. Você disse que jamais mudaria e sempre estaria comigo. Mesmo que você estivesse do outro lado do mundo e eu aqui. Mas eu percebi que jamais e sempre não combinam na mesma frase, você precisa escolher um deles. Sem querer, você escolheu o jamais e apagou todas as coisas boas que construimos em tão pouco tempo. Destruiu a história bonita e real que tinhamos e foi deixando os pedacinhos por ai como se isso realmente não importasse. Será que importou algum dia? É, eu acho que não.

Já não te conheço mais. Você sai com pessoas estranhas e faz coisas que disse que nunca faria. Eu entendo que as pessoas precisam vivenciar novas coisas, mas você não era assim meio Live fast die young. Se eu te olhar por um segundo vejo um ser autodestrutivo e triste. Meio fora de si também. Esqueceu que eu sinto a sua tristeza sem você precisar dizer? Provavelmente. Mas sim, eu ainda sinto quando você tá triste. Queria poder te abraçar e te fazer rir com as minhas idiotices. Então eu lembro que não posso, porque você está longe demais pra eu poder te fazer bem. Longe de uma forma que eu não posso te trazer de volta. Isso meio que me machuca um pouco, mas tudo bem. Preciso aprender a lidar com o fato de que você é tão orgulhoso quanto eu pra dizer que não está bem e que nosso história acabou.

Nada é pra sempre, é clichê, mas se encaixa perfeitamente no nosso caso.Queria poder segurar seu mundo e não deixa-lo despedaçar, mas eu tenho meu mundo pra segurar agora. E você também tem seus novos amigos, suas festas constantes e seu dinheiro pra gastar. eu só tenho minhas musicas pra escrever. Cada um em seu caminho, acontece. Talvez a gente se esbarre por ai e só talvez alguma coisa mexa com a gente, faça com que tenhamos vontade de tentar de novo. Talvez. Mas por enquanto, eu vou saber lidar com que a distancia me proporcionou, vou saber lidar com o fato de histórias bonitas acabam o tempo todo... com a nossa não seria diferente.

Gostou do texto? Deixe um comentário! Sua opinião é muito importante pra mim ♥ 

Nenhum comentário:

Postar um comentário